Open Library logo
New Feature: You can now embed Open Library books on your website!   Learn More
Last edited by Open Library Bot
April 12, 2010 | History

Jesus Barros Boquady

22/04/1929 - 08/12/2002

"JESUS BARROS BOQUADY nasceu em Crateús, Ceará em 22-4-1929. Por formação - transferiu-se para Goiás em 1934 - e temática , é hoje, entretanto, poeta goiano, dos de maior substância e maturidade que nos tem dado esta terra. Com quatro livros publicados e uma dúzia de prêmios literários (teatro, conto e poesia), vem cumprindo uma trajetória poética ascendente: O Cego, Goiânia: Sonho & Argamassa, Gagárin e Sherpard Combateremos o Sol e Canções do Adivinho, sobe agora à altura máxima ( enquanto não a ultrapassa) com êste Romanceiro. Advogado, jornalista, funcionário público, professor diplomado em Letras Modernas, mas acima de tudo homem-no-mundo-entre-os-homens, dessa vivência de pessoas & coisas elabora o sumo de uma poesia forte, plena de humanidade, comunicativa e atual". Anderson Braga Horta - Orelha do Livro Romanceiro Goiano de Jesus Barros Boquady.
"JESUS BARROS BOQUADI, Cearense, de Crateús, 22.04.l929, escreveu diversos livros, dentre tantos, "GOIÂNIA-SONHO & ARGAMASSA"(Poemas), "ROMANCEIRO GOIANO"(Poemas), “O CEGO”(Poemas), “GAGARIN E SHEPARD-COMBATEREMOS O SOL”(Poemas), “CANÇÕES DO ADVINHO”(Poemas), “INTRODUÇÃO À CIÊNCIA DA CACHAÇA”(Ensaio), “SANGUE NAS ASAS DA GARÇA”(Teatro), “VAI E COLHE UMA ESTRELA CADENTE”(Romance), “NUNCA O HOMEM SOZINHO”, “BOI CHAPEU”(Poemas). Mudou-se para Goiânia, Capital de Goiás, em 1941. Formou-se em Direito e Letras Modernas. Advogado, Jornalista Profissional. Foi Fiscal e Inspetor do Trabalho em Goiânia. Um dos fundadores, ao lado dos jornalistas Antonio Geraldo Ramos Jubê e de Genaro Maltez, do jornal PRIMEIRA HORA e HORA DE BRASÍLIA. Escritor, Poeta, Contista. Cronista, Pesquisador, Ensaísta. Pensador, Intelectual, Produtor Cultural. Literato, Administrador, Educador. Ficcionista, Conferencista, Orador. Ativista, Memorialista, Professor. Encontra-se na ENCICLOPÉDIA DE LITERATURA BRASILEIRA, de Afrânio Coutinho, Edição do MEC, l990 e no DICIONÁRIO LITERÁRIO BRASILEIRO, de Raimundo Menezes. Membro da Associação Goiana de Imprensa, da Ordem dos Advogados do Brasil, da Associação Nacional de Escritores. Elogiado nos livros ESTUDOS LITERÁRIOS DE AUTORES GOIANOS e ESCRITORES DE GOIÁS, de Mário Ribeiro Martins. Presente na ESTANTE DO ESCRITOR GOIANO, do Serviço Social do Comércio, no livro SÚMULA DA LITERATURA GOIANA, de Augusto Goyano e Álvaro Catelan, em A POESIA EM GOIÁS, de Gilberto Mendonça Teles e em diversas antologias de poesia e prosa, entre as quais LITERATURA CONTEMPORÂNEA EM GOIÁS, de Brasigóis Felício e A NOVA POESIA EM GOIÁS, de Gabriel Nascente. Destacado no DICIONÁRIO DE ESCRITORES DE BRASÍLIA, de Napoleão Valadares e ainda em OS PIONEIROS DA CONSTRUÇÃO DE BRASÍLIA, de Adirson Vasconcelos. Estudado na antologia A POESIA GOIANA NO SÉCULO XX, de Assis Brasil, em TRONCO E VERGONTEAS, de Antonio César Caldas Pinheiro e Zanoni de Goiaz Pinheiro, bem como em GOIÁS-MEIO SÉCULO DE POESIA. Biografado no DICIONÁRIO BIOBIBLIOGRÁFICO DE GOIÁS, de Mário Ribeiro Martins, MASTER, Rio de Janeiro, 1999 (Usina de Letras).

Nasceu em Crateus, Ceará, no dia 22 de abril de 1929. Filho de Alexandre Lucas Boquady e Albertina Vieira Boquady.
Ainda muito criança, mudou-se com a família para Filadélfia, Araguacema e Miracema do Norte, Estado de Goiás, todas localizadas hoje no Estado do Tocantins.
Por volta de 1938, em Miracema, estudou o primário, concluindo o curso de “humanidades” nos anos seguintes, já em Goiânia, para onde se transferiu em 1941.
Na Capital de Goiás, iniciou o curso jurídico, na Faculdade de Direito, da Universidade Federal de Goiás, bacharelando-se em 1954.
Em 1959, com o livro “O CEGO” recebeu o “PRÊMIO LEO LYNCE” e publicou também “GOIÂNIA-SONHO & ARGAMASSA”.
Nos anos seguintes, licenciou-se em Letras Modernas, na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras.
Por Concurso Público, tornou-se Fiscal e Inspetor do Trabalho.
Como jornalista, foi redator do jornal FOLHA DE GOIÁS, do DIÁRIO DA TARDE e do DIÁRIO DO OESTE, além do JORNAL DE NOTÍCIAS.
Ao lado dos jornalistas Genaro Maltez e Antônio Geraldo Ramos Jubé, fundou na nova Capital Federal(Brasília), em 1959, os jornais PRIMEIRA HORA e HORA DE BRASÍLIA.
Foi professor de Literatura Brasileira, na Faculdade de Filosofia, da Universidade Católica de Goiás.
Após ter publicado vários outros livros em Goiânia e ter vivido na Capital de Goiás, desde 1941, mudou-se definitivamente para Brasília..” (Usina de Letras).
Em 1968, onde trabalhou como Delegado de Polícia, por concurso público, Professor da Secretaria de Educação do Governo do Distrito Federal, por concurso público, Professor do Centro Universitário de Brasília (CEUB), e finalmente como Analista Legislativo da Câmara dos Deputados Federal, por onde se aposentou.
Em 1990, ganhou o 2º lugar do Prêmio Serzedello Corrêa , de monografias do Tribunal de Contas da União - TCU ,com o título "O Tribunal de Contas da União e a República".
Publicou o Dicionário de Sinônimos de Cachaça, em 2000, uma reportagem em formato de dicionário, pela ABC BSB - Editora Ltda. Faleceu em 08/12/2002, no Distrito Federal.

2 works Add another?

Sorting by Most Editions | First Published | Most Recent

Photo of Jesus Barros Boquady

Lists

Links (outside Open Library)

No links yet. Add one?

History

Download catalog record: RDF / JSON
April 12, 2010 Edited by Open Library Bot Added photos to author pages.
September 20, 2008 Edited by 200.163.26.118 Edited without comment.
September 20, 2008 Edited by 200.163.26.118 Edited without comment.
September 20, 2008 Edited by 200.163.26.118 Edited without comment.
April 1, 2008 Created by an anonymous user initial import